Procurar
Close this search box.

20.06.2022

MOSTRA MERCADO DA CERÂMICA

Decorreu, no Parque D. Carlos I, nos dias 17, 18 e 19 de Junho de 2022, a primeira edição da Mostra Mercado da Cerâmica, onde estiveram presentes mais de três dezenas de ceramistas caldenses. O acesso ao evento era livre e, além da Cerâmica, contou muita animação e bancas de street food.

Ao longo dos três dias do evento, houve oportunidade para desfrutar de projectos interessantes da música tradicional portuguesa, como são os casos do colectivo feminino “Crua”, dos Gaiteiros da Fanadia, dos Seiva, onde o cavaquinho, a viola braguesa e as gaitas de foles são uma marca, e ainda do Guitolão Trio, baseado num instrumento idealizado por Carlos Paredes que junta guitarra e violão num só, denominado precisamente Guitolão.

No programa do evento, além da música, houve também lugar para Marchas Populares, teatro de rua e uma exposição colectiva de Cerâmica, com obras da autoria dos ceramistas presentes, cuja inauguração ocorreu às 16h do dia 17 de Junho, no Museu da Cerâmica, onde foi visitada até 28 de Agosto.

Após a Mostra Mercado da Cerâmica, tiveram lugar uma série de actividades até finais de Julho, tendo como objectivo permitir ao público em geral descobrir mais da Cerâmica caldense nos Museus, lojas, ateliers e fábricas, em conjugação com a cidade e seus percursos turísticos. Para tal, foi disponibilizado um Mapa “À Descoberta da Cerâmica”, contendo informações detalhadas acerca dos eventos previstos.

MAPA À DESCOBERTA DA CERÂMICA

“Mapa à Descoberta da Cerâmica” foi a proposta de um conjunto de iniciativas que aconteceram ao longo de todo o mês de julho, e tiveram lugar nos espaços onde esta arte é pensada e vivida diariamente, dando a conhecer os seus protagonistas: os ceramistas e os seus ateliers.

Dias abertos nos ateliers, workshops e visitas guiadas pelas rotas artísticas e património convidaram a uma verdadeira partilha de experiências e saberes, numa cidade onde a Cerâmica é um elemento identitário e estratégico, consagrado pela UNESCO com a distinção de Cidade Criativa do Artesanato e Artes Populares.