Procurar
Close this search box.

24.02.2022

Exposição “Biblioteca de um ceramista industrial 1880-1980”

Exposição de arqueologia dos saberes industriais, que decorreu no dia 20 de Março, pelas 14h00, na Escola Superior de Artes e Design, das Caldas da Rainha, inserida na programação da MOLDA 2019, de iniciativa do Laboratório de Investigação de Design e Artes (LIDA), no âmbito do Projeto de Investigação CP2S, Cerâmica, Património e Produto Sustentável – do ensino à indústria.

Tratou-se de uma apresentação bibliográfica das obras que corporizaram o conhecimento técnico e artístico da indústria cerâmica, entre 1880 e 1980. Uma reconstituição das bibliotecas da Fabrica Bordalo Pinheiro, da Fábrica Belo, da Secla e do Cencal.

A investigação que conduziu a esta exposição procurou identificar as obras de referência dos industriais e técnicos de cerâmica ao longo de uma centena de anos, desde o início da indústria moderna, na década de 1880.

Esta biblioteca imaginária organizou-se em quatro núcleos. O primeiro reunia alguns dos manuais que teriam feto parte da biblioteca da Fábrica de Faianças das Caldas da Rainha e da Escola Industrial das Caldas da Rainha, surgidas, em estreita articulação, em 1884 e 1886. O segundo elencou as obras do Laboratório do Ateliê Cerâmico de Avelino Belo e das Faianças Belo que lhe sucedeu, na década de 1920. O terceiro reconstituiu o acervo de livros do Laboratório da Sociedade de Exportação e Cerâmica Lda (SECLA) do tempo de Alberto Pinto Ribeiro e de António Cardoso, nas décadas de 1950 e 1960. Finalmente, o quarto núcleo reunia algumas das bibliografias das instituições de formação e ensino surgidas na área da cerâmica na década de 1980: o Centro de Formação Profissional para a Indústria Cerâmica (CENCAL), a Escola Superior de Arte e Design (ESAD) e o Instituto Politécnico de Tomar (IPT).