Molda Ceramic Concept Store no Portugal em Directo 2020

Loja da Molda reabre hoje nas antigas instalações da Bordallo Pinheiro 2020

CÂMARA LANÇA PROGRAMA DE AQUISIÇÕES PARA CERAMISTAS LOCAIS 2020

Festa de Encerramento Molda Concept Store 2019

Arcadia br + Amado / Faustino / Lencastre pt + Čao Laru fr/br 2019

MOLDA – Ceramic Concept Store 2019

Biblioteca de um Ceramista Industrial (1880-1980) 2019

Tiragem 2018

Produto Próprio 2018

CONVERSAS SOBRE A EXPOSIÇÃO “PRODUTO PRÓPRIO” 2018

EXIT 2017

A nova cerâmica das Caldas da Rainha está à mostra 2017

Exposição inédita junta obras de 12 ceramistas nas Caldas da Rainha 2017

12 ceramistas / 12 projectos – Feira dos Frutos 2017

Uma bienal de cerâmica em três tempos: coleção, autor, fábrica 2016

Tudo em cerâmica: nas Caldas nasceu uma bienal e uma nova colecção de design 2016

A MOLDA no programa As Horas Extraordinárias, RTP3 2016

Primeira Escolha 2016

In it 2016

Empenas 2016

Molde 2016

Animais na Cerâmica Caldense 2016

Curso de formação – Colecções de Cerâmica Caldense: património e história 2016

Conferência História da Faiança em Portugal: Novas Abordagens 2016

ESAD EXIT 2016

Conferência — Design, Cerâmica e Sustentabilidade 2016

Workshop — Mission Impossible – Globe Protocol 2016

Conferência – Cerâmica, Inovação e Design 2016

Escola convidada: ESAD.CR 2016

Molda 2016 2016

Festa de Encerramento Molda Concept Store

28 DE SETEMBRO DE 2019

Molda Ceramic Concept Store

Grémio Caldense e MOLDA Apresentam:
SÁBADO | 28 SET. | 22H
AMON
rap
ÂNGELA POLÍCIA
fusão urbana
SCÚRU FITCHADU
funaná má onda 


AMON
Amon é um rapper e beat-maker de S.João da Talha residente nas Caldas da Rainha. “Em Ponto” é o seu projecto mais recente, um EP de 6 faixas produzidas pelo seu heterónimo Groove Synthdrome. Um word-play trabalhado e directo por cima de batidas boom bap bastante tradicionais caracteriza o trabalho do artista da Linha da Azambuja que irá apresentar o seu novo EP no próximo dia 28.

ÂNGELA POLÍCIA
“Ângela Polícia é uma manifestação de intervenção social e espirros emocionais.
Numa fusão de vários estilos musicais urbanos como hip-hop, dub ou punk, Â.P. aborda temas variados como consciencialização, injustiça, violência, depressão, união, rotina, boémia ou sobrevivência.
Não é preciso esconder as armas e o material que este Polícia está do nosso lado.”

SCÚRU FITCHADU
Scúru Fitchádu não é fácil, é fúria e combate.
Uma encruzilhada de linhas de baixo distorcidas, baterias aceleradas, noise e (gaita) concertina/ferro. Um caminho nunca antes pisado, com as novas linguagens a fazerem uma visita à tradição do funana cabo verdiano sem qualquer pudor numa carruagem de furiosa estética punk. O resultado disto tudo é… complicado, distinto, invulgar e sujo.
Sette Sujidade vulgo Marcus Veiga assegura toda a direção artística, produção, programações, sampling, ferro, gaita e restante barulho…
Scúru Fitchádu é uma viagem atribulada, “funaná má onda” e aceleração de batidas cardíacas.video “Sorrizu margôs” [Sorriso amargo]


As actividades culturais da Molda Concept Store são programadas pelo Grémio Caldense numa parceria para este projecto.

Poster de Nayara Siler a.k.a. Animal Sentimental